Vacinação contra a raiva é iniciada por Cambaíba

A superintendência municipal de Agricultura iniciou nesta sexta-feira (9), a vacinação de bovinos e equinos contra a raiva animal na área da localidade de Cambaíba, na Baixada Campista. No final do último mês, dois cavalos abandonados na área da localidade de Ponta da Lama morreram e exames apontaram como causa a raiva animal.
— Nós já estávamos há algum tempo com 30 mil doses compradas de vacina contra a raiva para iniciar a vacinação de bovinos e equinos na próxima segunda-feira (12) e, coincidentemente, ocorreram esses dois casos poucos dias antes. Após a vacinação em Cambaíba, vamos manter a programação e iniciar a imunização na área de risco, onde morreram os dois cavalos — explicou o superintendente Nildo Cardoso.
Em Cambaíba, os 400 animais foram imunizados em uma das propriedades dos 11 pequenos criadores.
— Quando eu soube que os animais daqui da região seriam vacinados, preparei logo o rebanho e trouxe. Agora estou tranquila, pois não podemos correr o risco de perder um animal desses sequer — afirmou a criadora Maria Lúcia Macedo Barbosa, dona de 18 cabeças de gado mestiço de leite e mais quatro equinos.
Pelo cronograma montado pela superintendência de Agricultura e Pecuária, quatro das sete equipes que trabalharam na campanha contra a febre aftosa no mês passado, vão atuar a partir de segunda-feira na imunização contra raiva na área de Ponta da Lama, onde ocorreram os dois casos. Eles vão vacinar também os animais de localidades vizinhas.
— Além de Ponta da Lama, vamos atuar na área de Pedra Negra, Ibitioca, toda a região do Imbé, estendendo pela área do distrito de Dores de Macabu até o limite com o município de Quissamã. Enquanto isso, as outras três equipes vão imunizar os animais da área Norte, como os distritos de Santo Eduardo, Santa Maria, Morro do Coco e outras localidades daquela região — completou Nildo.
A raiva animal é transmitida por morcegos hematófagos (que se alimentam de sangue) de três espécies. Uma vez infectado, o animal (ou o homem) morre em poucos dias.
*Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: