Reabertura da policlínica do Sase debatida durante posse da Omeb em Campos

A reabertura da Policlínica do SASE (Serviço de Assistência Social Evangélica), e implantação em Campos do projeto social Amor e Vida, que foram temas da reunião entre lideranças evangélicas na quinta-feira (28) com o prefeito Rafael Diniz, foi também debatido durante o Encontro de Pastores e Líderes da OMEB (Ordem dos Ministros Evangélicos do Brasil e Exterior), realizado nesta última sexta-feira (29) no auditório do Palace Hotel, em Campos, com a participação de autoridades eclesiásticas, do Poder Executivo e do Legislativo Municipal.

O evento contou com a presença do vice-presidente da Fundação Municipal de Saúde, Marcelo Costa Lopes, vereadores que se comprometeram com a causa, e dirigentes de entidades, como a Associação Vidamor,  Associação Evangélica de Campos, bem como pastores e empresários que operam atividades comerciais, mas engajados na responsabilidade social. Participaram do encontro os vereadores, Vanderli Melo, Marcelo Perfil e Thiago Ferrugem.

A proposta para funcionamento da Policlínica e do Projeto Amor e Vida implica num esforço tripartite, que envolve o SASE, a Prefeitura de Campos e o Governo Federal, por meio de repasse de emendas, conforme o comprometimento do senador Eduardo Campos, que se comprometeu a direcionar recursos de Brasília para viabilizar o funcionamento da unidade de saúde que funcionara no antigo prédio do Hospital do SASE.

Posse e homenagens – Durante a solenidade, o presidente da OMEB, subseção Rio de Janeiro, Paulo Roberto da Silva, que representou o presidente nacional, Reverendo Izaías de Sousa Maciel, empossou o Pastor Paulo Roberto Monteiro na presidência da OMEB na Regional Norte Fluminense.

Em ato contínuo, o presidente da ABME (Associação Brasileira de Mídias Evangélicas), Orli Rodrigues, empossou o mesmo Paulo Monteiro na presidência da ABME Norte Fluminense e falou da felicidade pela receptividade que recebeu em Campos do Prefeito Rafael Diniz, das lideranças evangélicas e dos vereadores, que se comprometeram a unir esforços para viabilizar a implantação do Projeto Social Amor e Vida e a reabertura da Policlínica do SASE em Campos, cujo Hospital construído por iniciativa do fundador do SASE, Izaías de Sousa Maciel, completará em novembro 40 anos no bairro da Pecuária.

Depoimentos – Orli Rodrigues destacou o trabalho da ABME no sentido da difusão da mídia evangélica no expectro da comunicação de massa, bem como ações de cunho social da instituição existente a quatro anos. Já estivemos até mesmo algumas vezes na presidência da República para mostrar a importância da melhor distribuição das verbas destinadas à publicidade, tanto do meio estatal como privado. É importante para o país melhorar a comunicação evangélica na TV, no Rádio, nos Jornais, Revistas e Sites de Notícia, principalmente nestes tempos que o Brasil atravessa grande crise, que tem por principal causa a crise moral, que pode ser combatida com efeito, por meio da difusão dos preceitos do evangelho”, informou.

O Pastor Paulo Roberto da Silva, presidente da OMEB Rio, foi pragmático: “Vivemos momento ímpar na história da Igreja no Brasil. É preciso que na crise a Igreja se conscientize da necessidade de propagar o evangelho trazido por Cristo, o Filho de Deus. Neste tempo de roubos, homicídios e corrupção, Deus conta conosco para interceder, assim como fez a Igreja da Coréia do Sul no pós-gerra. Em tão pouco tempo, o país que estava socialmente e economicamente destroçado é hoje uma potência econômica, com paz social e elevada qualidade de vida”, exemplificou.

Empossado, Paulo Monteiro prestou homenagens  aos pastores e pessoas anônimas que tem contribuído para viabilizar a reabertura da Policlínica do Sase em Campos.

O pastor Eber Silva, ex-presidente, e atual Conselheiro da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil, recebeu o título de presidente benemérito da OMEB.

“Não caminharemos neste objetivo de ver o Hospital do SASE reaberto sem o apoio da Câmara Municipal. Me recordo bem que minha saudosa mãe era uma das mantenedoras do Hospital, que prestou importantes serviços para a população.  Estou declarando minha filiação à OMEB . É importante ressaltar que a Bíblia é nossa referência e que a resposta para o Brasil está na Igreja que teme ao Senhor. Precisamos estar juntos, enfileirados neste propósito, a despeito de questões pessoais. Precisamos mostrar ao mundo como é a nação cujo Deus é o Senhor. Que a OMEB possa dar essa contribuição para o Brasil e que comece por Campos”, apregoou.

Monteiro discorreu sobre a motivação espelhada na iniciativa do Reverendo Izaías de Sousa, acatadas a partir da década de 60, por lideres como Fernando Maciel, Camilo Caldas, Arnaldo Estelet, e outras lideranças foram instigadas pelo Reverendo a fundar em Campos o Hospital do SASE.

“Quero agradecer ao presidente da OMEB e benemérito do SASE nacional, o Reverendo Izaías, que a mim confiou tão grande e difícil missão, mas que acato com prazer porque assim como foi na fundação do SASE em Campos, sei que terei o apoio tão necessário de muitas pessoas vocacionadas que assim como nós vão se esforçar para a reabertura da Policlínica e também para implantarmos o Projeto Vida e Amor, para os serviços de promoção social, que oferece mais de 30 serviços sociais, como auxílio funeral. Agradecemos desde já as empresas que serão parceiras no Projeto,  a exemplo da Smart, que atuará no quesito qualificação profissional, importante para (re) inserção das pessoas no mercado de trabalho”, exemplificou Monteiro.

Fernando Maciel, primeiro doador para implantar o Hospital, não conteve a emoção ao falar sobre o trabalho inicial, ao lado de outros abnegados. “O pastor Izaías disse, há décadas, numa reunião no salão da Segunda Igreja Batista que quando o ideal é maior que a vida, ele compensa. Como sou bom comprador de ideias, comprei aquele ideal, e ele permanece até hoje”, relatou o Pastor Fernando Maciel.

*Rep: Jualmir Delfino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: