Prefeitura se mobiliza para manter atendimento dos Correios em distritos

O secretário municipal de Governo, Fábio Bastos, se reuniu na manhã desta terça-feira (23) com o gerente de vendas dos Correios para o Norte e Noroeste Fluminense, Benjamim Sá de Souza, para tratar de alternativas ao atendimento dos moradores de Goitacazes, Travessão e Santo Eduardo. É que no “plano de economia” da estatal, devido à queda de demanda em diversos serviços, está incluído o fechamento das agências dos três distritos.
— Dois desses distritos, como Goitacazes e Travessão, cresceram muito nos últimos anos e também concentram negócios de moradores de diversas localidades do em torno, por isso precisamos manter pelo menos um ponto de serviços dos Correios nesses lugares — explicou Fábio Bastos ao gerente dos Correios.
A solução apontada foi a instalação nos distritos de Agências Comunitárias de Correios (AGCs), a serem montadas em estruturas cedidas pelo poder público, nessas localidades, oferecendo alguns dos serviços ofertados pelos Correios. A maior urgência é em relação a Goitacazes, onde o fechamento da agência está programado já para o dia dois de junho, próximo. Campos possui 24 AGCs, que já funcionam com pessoal da prefeitura.
O secretário vai tentar buscar instalações públicas que possam servir à implantação das AGCs. De sua parte, o representante dos Correios também ficou de agilizar os procedimentos necessários junto aos seus superiores, com vistas à manutenção dos serviços nos distritos através de tal modalidade alternativa.
Há dois meses, os Correios anunciaram que vão fechar cerca de 250 agências em cidades com mais de 50 mil habitantes em todo o país.
*Fonte: Secom Campos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: