Investimento de R$ 30 milhões no Porto do Açu vai gerar 500 empregos

A Prumo Logística, empresa que opera o Porto do Açu, em São João da Barra (RJ), divulgou no último dia (22) um investimento de R$ 30 milhões no empreendimento com geração de 500 postos de trabalho na primeira fase. A Prumo assinou um contrato com a TRX para desenvolvimento e implantação de um Condomínio Logístico e Industrial no Porto, cuja previsão é que comece a operar no 1º semestre de 2018.

Desenvolvido em parceria pelas duas empresas, o condomínio irá oferecer pátios e galpões modulares, além de espaços para projetos built to suit, com oferta de serviços compartilhados e opções de serviços pay-per-use. O Condomínio também poderá atender a demanda dos fornecedores e subfornecedores da indústria de O&G, assim como operadores logísticos e empresas de equipamentos industriais.

“O Condomínio Logístico e Industrial será a porta de entrada dos fornecedores que irão atender as demandas das indústrias instaladas no Distrito Industrial do Porto do Açu, principalmente aos fornecedores de Óleo e Gás por conta do aumento das operações da base de apoio offshore instalada no empreendimento. Eles terão a possibilidade de alugar uma área pronta, sem necessidade de investimentos para começar a operar”, disse José Guilherme Vasconcelos, gerente comercial do Porto do Açu.

Para Ralph Annicchino, gerente comercial da TRX, o Condomínio oferece uma oportunidade para investidores e futuros clientes. “Esse conceito de oferta de galpões e pátios modulares, com serviços compartilhados, irá dar ainda mais competitividade para os futuros clientes, além de oferecer uma grande possibilidade de redução de custos para os atuais”.

Com terreno de 208.321 m², o Condomínio Logístico estará instalado a apenas três minutos dos terminais portuários, e contará com estrada de alta capacidade, preparada para transportar equipamentos dos mais diversos tamanhos.

TRX

Fundada em 2007, a TRX é uma das principais empresas no setor de Real Estate com R$ 5,6 bilhões de ativos sob gestão, mais de 14 mil investidores e 1,5 milhão de metros quadrados em área bruta locável (ABL), desenvolvidas no Brasil e nos Estados Unidos.

*Redação com assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: