Após negativa do TSE, Garotinho tenta HC hoje no TRE, mas não anima Rosinha

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) julga nesta segunda-feira (18) o pedido de habeas corpus em favor do ex-governador Anthony Garotinho, feito na última quinta-feira (14) por seu advogado, Carlos Azeredo. Mas o anúncio de que está na pauta do TRE à tentativa de livrar Garotinho da prisão domiciliar parece não ter empolgado sua esposa, a ex-governadora do Rio e ex-prefeita de Campos, Rosinha Garotinho. Na última sexta-feira (15), o ministro do TSE Tarcisio Vieira de Carvalho Neto negou pedido de liminar de Garotinho, contra sua prisão domiciliar.

“Depois de 3 dias com o pedido de liminar em habeas corpus em favor do Garotinho, a relatora do caso, decidiu não decidir, e deixar para o plenário do TRE se pronunciar sobre as ilegalidades praticadas pelo juiz Ralph Manhães, somente na segunda feira a noite. Qual o motivo? Deixar o Garotinho sem poder falar mais tempo”, afirma Rosinha num texto postado no Blog do Garotinho.

O motivo do desabafo da ex-governadora é porque a desembargadora do TRE, Cristina Serra Feijo, vai levar o habeas corpus impetrado pela defesa de seu marido para julgamento no plenário da Corte.

A prisão de Garotinho foi decretada pelo juiz Ralph Manhães, da Comarca de Campos. O ex-governador é réu no processo que investiga uma suposta compra de votos nas eleições de 2016 na cidade, usando o programa social Cheque Cidadão. Garotinho foi condenado a nove anos de prisão domiciliar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: