Grupo ligado a Garotinho prepara manifestação em frente ao MP

Pelo WhatsApp o grupo político ligado ao ex-governador do Rio, Anthony Garotinho (PR), está convocando correligionários para participarem de uma manifestação pacífica nesta terça-feira (29), às 14h, em frente ao prédio do Ministério Público, em Campos. O ato, segundo a mensagem na rede social, será realizado para provocar o MP a investigar supostas irregularidades envolvendo a administração do prefeito, Rafael Diniz (PPS).

“Nesta terça-feira temos um compromisso de estarmos à frente do MP numa manifestação pacífica para chamar a atenção para a responsabilidade do MP. Temos um compromisso de mostrar que estamos unidos. E mostrar para o companheiro Garotinho que estamos juntos com ele”, diz a mensagem na voz do jornalista Carlos Cunha.

Em em seu blog, Garotinho divulgou a manifestação marcada para hoje. “Amanhã (hoje), por outros motivos, diversos setores da população de Campos vão protestar contra o prefeito Rafael Diniz, pedindo providências ao Ministério Público, mas a corrupção, que começa a grassar por todas as áreas do atual governo não pode deixar de ser pauta das reclamações contra atual administração”, afirma ele.

As críticas do ex-governador a administração Diniz não param por aí. “O prefeito de Campos, Rafael Diniz que se cuide. Mesmo sem as providências necessárias, que deveriam ser tomadas pelo Ministério Público, ele pode ser surpreendido a qualquer momento por medidas que envolvem diversas áreas do seu governo, e que até agora, em pagamentos, contratos para pagamentos futuros, compras, tudo sem licitação, comprometem mais de R$ 85 milhões”, diz Garotinho.

Garotinho é um dos investigados na Operação Chequinho por supostas irregularidades nas eleições de 2016 em Campos usando o programa social Cheque Cidadão.

*Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: