Aftosa: criadores de bovino tem que cadastrar os animais

Paralelamente à primeira etapa 2017 da campanha nacional de vacinação do rebanho bovinos contra a febre aftosa, iniciada nesta terça-feira (02) em todo o Brasil, em Campos, os produtores rurais e pecuaristas que por alguma razão tem bovinos não cadastrados estão sendo convocados a fazerem os procedimentos.Para alcançar eficiência no trabalho de alerta ao cadastramento e de vacinação, a Prefeitura conta com cinco veículos e o Núcleo da Defesa outros dois que percorrem as propriedades. Nesta terça-feira foram vacinados cerca de 350 animais em cinco localidades: no assentamento do Incra (Santo Amaro na região serrana) em Rio Preto, e nos distritos de Santa Maria, Vila Nova (Norte do município), Dores de Macabu (Sul) e São Sebastião (Baixada Campista).

O trabalho de convocação para cadastramento dos animais e de vacinação é realizado por meio de parceria entre a Superintendência de Agricultura e Pecuária do município e o Núcleo de Defesa Agropecuária do Norte Fluminense, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do governo do Estado, que tem a competência de realizar a fiscalização. Vale ressaltar que os criadores de gado que não estiverem com a situação do rebanho em dia no órgão de fiscalização, ficam impedidos de comercializar os animais, a carne, o leite e até mesmo impedidos de transportar os mesmos.

“Iniciamos a campanha em Campos em cinco grandes frentes na região Norte do município. A meta é imunizar 250 cabeças do gado bovino que é todo rebanho de Campos. Na Prefeitura montamos uma estratégia para que possamos vacinar, gratuitamente, todos os animais dos pequenos produtores, donos de até 70 cabeças, em torno de 60 mil animais. Pretendmeos concluir este trabalho de alerta e vacinação até o dia 31 deste mês (maio), conforme o calendário estipulado pelo governo federal. Existe atualmente perto de 900 proprietários cadastrados. Como já identificamos que existe proprietários com animais não cadastrados e outras pendências, estamos fazendo a convocação para que compareçam ao Núcleo da Defesa Agropecuária do Estado, que fica situado na avenida 28 de Março, no Parque Tamandaré, prõximo ao antigo estádio do Americano Futebol Clube para cadastrar os animais. Ao final da campanha, no início de junho, faremos balanço para apurar o novo quadro”, informou o superintendente Nildo Cardoso.

*Jualmir Delfino com assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: